quinta-feira, 17 de junho de 2010

PONTO DE DECISÃO

Ponto e Vírgula, Ponto Final ou Reticências?
(;) (.) (...)

A vida como ela é, pode ser bem cheia de caminhos a serem tomados, disto tenho praticamente certeza. Por vezes esperamos pelo caminho certo, mas nem sempre somos astutos o suficiente para optar pelo melhor. Mas isto, também faz parte do percurso da vida... que significa, entre outras coisas, errar bastante e acertar de vez em quando.

O surpreendente é a expectativa que alimentamos do futuro, das esperanças e das angustias que permeiam as nossas vidas. Sempre esperamos por algo, seja para estabelecer um determinado padrão ou rotina ou o oposto, no sentido de não deixar que a vida continue na mesmice de sempre. De todo modo, faz parte do nosso ser querer algo de novo, esperar e ter fé pelo amanhã.

Continuamente nos cansamos de alguns caminhos que tomamos e nem sempre devemos sustentar tais decisões... elas não podem ser permanentes e imutáveis, pois nós também não o somos.
Sustentar o corpo e a alma é mais do que uma necessidade, é um ponto de decisão em nossas vidas. Cuidar melhor das nossas necessidades orgânicas sem excesso, utilizando aquilo que é estritamente fundamental; além de também buscarmos conciliar o desejo guardado dentro de nós, que por muitas vezes extravasa e passa dos limites, pode representar o caminho do equilíbrio.

Por ponto e vírgula, imaginamos aquela pausa, que por vezes tanto necessitamos em vida, visto que, as atribulações do dia-a-dia podem acabar nos tirando dos trilhos e se não tomarmos o cuidado necessário, podemos nos perder.

Por vezes dar um ponto final é também de suma importância... já que estamos sempre em transformação. E para todo ponto final, sempre haverá novos reinícios e projetos novos a serem seguidos. Não se prenda e cristalize opiniões, pois do contrário, você pode ser pego de surpresa e forçado a reconhecer seus erros.

Mas, sobretudo, deseje uma história sem fim, com muitas reticências pelo que pode acontecer em seu percurso de vida, pois a surpresa e a expectativa do que será... sempre alimentará nossas esperanças de dias melhores. Portanto, não deixe de acreditar. Seja o que está por vir.

Por Diogo Damasceno Pires em 17 de junho de 2010.

6 comentários:

Camilla Soares disse...

vc como sempre me surpreendendo...anda lendo mto livro de romance??? Perfeito seu texto...amei...Parabéns...

Adenevaldo Jr disse...

Li seu texto bem pensativo. Antes de todos os pontos finais me toquei de coisas que talvez já sabia, mas se fazia necessario relembrar. Pelo jeito não é só eu que gosto de reflexão.

Parabéns!

Abraços.

JD - João Damasio disse...

Viagem constante 2. rsrs.

Bom, seu texto é mais conciso do que antes. Gostei.

As reflexões me servem também. Identifico forte tendência para auto-ajuda. Escreva um livro assim... dizem que dá dinheiro, rs.

Parabéns [3]

DCE JML disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adelle Azevedo disse...

Menino seu blog tá lindo! Esse texto é super inspirador! Adorei!

bjão

Deyvid Santos disse...

O mundo conspira para os novos caminhos. Lindo texto Dio!